segunda-feira, 29 de junho de 2009

Uma sombra de abrigo


5 comentários:

Paula Raposo disse...

Tão fresquinho que está aí! Beijos.

Observador disse...

Esta sombra sabe bem.

José Quintela Soares disse...

Excelente fotografia!
Parabéns.

Natália Augusto disse...

Que bem que sabe, depois de um passeio pelos bairros de Lisboa, encontrar uma sobra e sentarmo-nos numa das escadas a desfrutar esse momento.
Melhor ainda é haver uma bica e beber da água se ela fosse potável... mas tanto faz! Molham-se as mãos e o rosto e sentimonos revigorados eprontos para continuar a descobrir a cidade.

Bjs

Natália Augusto disse...

Errata: sombra em vez de sobra; sentimo-nos em vez de sentimonos; e prontos em vez de eprontos