domingo, 7 de fevereiro de 2010

"Um homem perigoso"

O artigo de opinião de Vasco Pulido Valente hoje no Público:


(clicar na imagem para ver/ler)

4 comentários:

Fatyly disse...

Por acaso li este artigo, bem como o relato integral desta pessegada para não dizer c....!

Sinceramente num país cujo Presidente da República já não segura as placas dentárias (com todo o devido respeito), um candidato a...já de pantufas, um 1º.Ministro aldrabão até dizer chega, cheio de "ses" e "desconfianças" nos diversos processos(?)de compadrio, isto se for verdade (que nunca viremos a saber mas que todos os interessados do estado da nação já sabem a varicela que atacou tudo e todos) é extremamente grave.
Ontem ouvi a única informação entendível pelo comum cidadão no jornal da noite da SIC, feita por Ricardo Araújo.

Pulido Valente escreve e escreve bem, mas quando o deveria ter feito "com mais realidade e força"
nunca o fez.

Cinco anos de governação...não havia crise e depois é tudo culpa da crise e de mentira em mentira vai-se descobrindo que afinal quase tudo que fez tinham pés de barro e lamentavelmente tudo isto teve efeito dominó internacionalmente e lá anda Teixeira dos Santos a tentar desembaciar "o espelho da hipócrisia e egocentrismo político" a que dão o nome de Portugal.

De tal forma anda tudo numa de...que até o mano Queiroz andou à purrada com o jornalista e foi só um ajuste de contas "entre amigos de longa data".

Portanto meu amigo, estou-me nas tintas para todos eles, acredito em meia dúzia de "cabecinhas pensadoras e alguns jovens políticos ou não" que há anos falam, falam e ninguém os houve. Há que aguentar o que o povo elegeu e só espero que não tenha que passar por mais uma guerra civil, o que infelizmente já a vislumbrei longe mas agora...não sei, não!

Um abraço

Daniel Silva (Lobinho) disse...

O artigo está notável. É certo que VPV costuma chamar os bois pelos nomes, mas por vezes fica-se um pouco dúbio, ou no artigo seguinte. Aqui, casca, fundamentado, na relação esquizofrenica de Sócrates com o país.

É que é mesmo isto. Sem tirar nem pôr. Não gosto de coisas mornas nem diplomacias baratas ou como as dele. ~Dão sempre M**** ;)

Um grande abraço, Nando

Natália Augusto disse...

Vasco Pulido Valente é um cronista, entre outros, que não tem receio de dizer e escrever o que pensa. É assim em democracia. Tem de haver liberdade de expressão e é dever do jornalista informar os cidadãos.
O título da crónica diz tudo: Sócrates é «Um homem perigoso».
Sócrates deve ser o Primeiro Ministro com maior protagonismo desde o primeiro ministro depois do 25 de Abril! Se ainda fosse por boas razões era óptimo! Mas não é assim. Sempre que o nome do PM vem a lume é sempre por razões polémicas, ilegais e controversas.
Ainda assim, já no 5.º ano de governação continua intocável. O seu nome aparece ligado a todos os casos noticiados: Freeport, Face Oculta, perseguição velada a jornalistas que se lhe opõem e denunciam os seus actos. Como é possível que ainda resita no governo da nação? Terá legitimidade para continuar?
Por mais que o PM negue o seu envolvimento, a opinião pública já tirou as suas ilações!
São efectivamente inúmeros os casos em quo PM se envolveu.
Mas Sócrates resiste sempre e creio que, apesar de tudo, até ao fim deste mandato! Como resistiremos aos seus desmandos e casmurrices? O dinheiro público não podia estar em melhores mãos!!!
Quanto à justiça, já não há nada a fazer há muito, muito tempo!

Kim disse...

Sócrates é um homem multifacetado e omnipresente. Consegue estar em "todas".
Na Amadora almoça-se por 2,90€ e parece que nem é mau.
Um dia destes vou lá. É já aqui ao lado e até dá para ir a pé:
Abraço amadorense