domingo, 16 de novembro de 2008

Cancro da mama

Ontem descobri este postal e pela mensagem, vale sempre a pena divulgar



Hoje já li esta entrevista e recomendo vivamente pela coragem e humanismo

5 comentários:

Lena disse...

Uma doença cada vez mais presente a nossa volta;
e não acontece so as outras.

bom domingo !

Bjos

Anónimo disse...

Cancro doença do século

Ele não olha, a idade ou condição
Entra no nosso corpo
Sem sequer, pedir autorização.

Muitas vidas de jovens
O cancro veio ceifar
Depois de muito sofrerem
E muita quimioterapia levar.

As células são uns enigmas
Bem difícil de decifrar
De um momento para o outro
Um cancro pode formar.

O cancro da mama
Hoje em grande evolução
Mata, também em vida
E destrói o coração.

A mulher na sua beleza
E de corpo bem formado
Olha-se ao espelho e vê
O seu seio mutilado.

Devia encontrar no parceiro
Muito carinho e atenção
Mas acaba abandonada
Sem qualquer consideração.

Sofrendo para a vencer
Ele continua a dizimar
Será que algum dia a ciência
A cura há-de encontrar?


Escrito com o coração 15/11/2008
Autora: A própria

Todos os meus poemas são oferecidos a este blogue
São originais, e não plagiados

Etelvina de Oliveira disse...

Oi, Nando

vou procurar a entrevista na net.

Parabéns pela lembrança.

Essa doença é silenciosa.


beijos e bom domingo pra ti

Jorge P.G disse...

Um tema muito sério.

Todas as mulheres deverão fazer uma mamografia no mínimo uma vez por ano.


Saudações
J.Sineiro

Menina Idalina disse...

Uma sintonia . Lemos a mesma entrevista, e pensamos no mesmo problema. Todos juntos não somos demais .
Bj